Sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017 às 1:54 em Novidades
Professores encerram greve em Santo Antônio do Descoberto, diz secretaria

Professores de Santo Antônio do Descoberto encerram greve, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Paralisação começou em outubro; grupo alegava falta de pagamento.
Cerca de 6 mil alunos do ensino público não concluíram ano letivo de 2016.

Goiás>> Portal G1

 

Os professores da rede municipal de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal, decidiram terminar a greve, que começou no ano passado, após negociação com a prefeitura da cidade. A categoria alega que paralisação foi feita devido à falta de pagamento dos salários.

Cerca de seis mil alunos da cidade não concluíram o cronograma de 2016, nem começaram os estudos deste ano. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), a aulas do ano letivo de 2017, que deveriam ter começado no último dia 23, tiveram início na quinta-feira (2).

A categoria estava em greve porque não recebia desde outubro de 2016. Após o bloqueio das contas bancárias do município devido a falta do pagamento, no último dia 19, o município pagou os dois primeiros meses atrasados.

"Recebemos essa gestão com três folhas atrasadas, outubro, novembro e dezembro. Negociamos que pagariamos dois atrasos e o salário de dezembro seria divido em nove meses a partir de março. Os pagamentos desse ano serão feitos normalmente", explicou a secretária de Educação, Maria Iolanda da Silva Oliveira.

Com o retorno às aulas, a secretaria, junto com os professores, vão estabelecer um cronograma para a reposição das aulas do ano anterior.

Greve

Ao todo, 800 professores estavam em greve pela falta do pagamento dos salários de outubro, novembro, dezembro e 13º.  Assim, segundo o sindicato da categoria, cerca de seis mil alunos não concluíram o cronograma de 2016, nem começaram os estudos deste ano.

No dia 29 de dezembro, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) chegou a determinar que as contas bancárias do município fossem bloqueadas para que a prefeitura pagasse os salários atrasados. Na decisão, a Justiça pediu o bloqueio parcial imediato, deixando liberado somente para que fosse feita a quitação dos pagamentos.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!